Sua Pele

26.05.2011

Olheiras: conviver ou eliminá-las?

O assunto do dia é a incógnita das olheiras. Homens ou mulheres, a insatisfação é geral: todos querem livrar-se da aparência cansada e da sombra que persegue os olhares.

O problema é causado por diversos motivos: excesso de vasos sanguíneos ou uma grande quantidade de melanina na pálpebra inferior. Este último, geralmente, é consequência da idade. Excesso de vascularização também é uma característica de quem tem olheiras. Nesse caso, o espelho mesmo pode ter o veredicto: estique a pálpebra inferior e, se as veias ficarem bastante aparentes, você tem uma concentração desproporcional de vasos na região dos olhos.

Para cuidar das olheiras

• Cremes à base de vitamina A, de vitamina C e de ácido mandélico são indicações pertinentes, mas devem sempre estar associadas ao FPS (fator de proteção solar);

• Não jogue fora o saquinho do chá de camomila! Coloque-o na geladeira e aplique nos olhos por alguns minutos;

• O soro fisiológico também é uma alternativa prática. Realize compressa com ele gelado durante 5 minutos (duas vezes por semana).

O tratamento contra a olheira


Nos casos de pacientes com olheiras profundas e depressão na região óssea, é possível recorrer à aplicação de ácido hialurônico de média densidade.

No tratamento, micro gotas são aplicadas logo junto ao osso que envolve a área dos olhos. A intenção é aumentar a densidade (espessura) da pele nessa área, e assim os vasos no local serão menos observados porque a transparência é diminuída. Contraindicações: risco mínimo de alergia, não há rejeição.

Além dessas dicas, recorrer a uma dieta saudável também colabora para uma pele mais jovial. Alimentos como ovos, cereais e frutos do mar têm zinco e cobre; já carne, feijão e leite são ricos em proteínas.

Lembre-se sempre: a beleza deve ser acompanhada por uma boa alimentação todos os dias! Na busca da pele perfeita ganham aquelas pessoas que se preocupam com a saúde em período integral.

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 07h52

18.05.2011

Obrigado por acompanhar nossas novidades!

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 11h09

10.05.2011

Você sabe escolher o seu perfume?

A aplicação de perfumes é um hábito tão corriqueiro, mas exige inúmeros cuidados. Exposição solar, alergias e alguns mitos são fatores que estão escondidos numa simples borrifada da sua fragrância preferida.

Os perfumes apresentam dois grandes grupos de componentes: psoralênicos e cítricos (substâncias capazes de aumentar a ação dos raios ultravioletas na pele). Os psoralênicos estão presentes nos perfumes amadeirados e os cítricos nas versões florais e frutadas. Quando ocorre a exposição solar, esses componentes podem ocasionar o surgimento de manchas escuras na pele. Entre os dermatologistas essas manchas são conhecidas como dermatite de Berloque. Por isso, muita atenção: sol e perfume não combinam. A recomendação correta é aplicar o perfume em áreas que ficarão cobertas pela roupa, sem riscos de exposição ao sol.


Quem possui histórico de alergias deve ter ainda mais atenção na escolha da fragrância. Os perfumes possuem conservantes e fixadores que podem causar irritação em algumas pessoas. Se a alergia já se manifestou, é interessante recorrer a testes alérgicos (testes de contato) que detectam qual é o tipo de substância que causa intolerância. Depois de descoberto o ativo, é preciso analisar os perfumes que a pessoa deseja utilizar e checar se essa substância em especial está presente na fórmula do produto.

É importante ressaltar que os perfumes infantis também podem causar irritações porque nem todos estão livres da possibilidade de alergias. Pessoas de pele muito sensível devem procurar linhas de perfumes hipoalergênicos em lojas especializadas.

Como moramos num país tropical, é essencial optar por colônias e eau de toilette que contenham fórmulas mais suaves. Os perfumes mais concentrados podem ficar reservados para utilização em horário noturno. A pele necessita de cuidados diferentes em cada estação do ano e, por isso, a escolha da fragrância também está veiculada à máxima do tempo. No verão é importante escolher fórmulas mais amadeiradas ou cítricas. No inverno é ideal utilizar as versões mais adocicadas com toques florais e frutados.


Perfumes não devem ser utilizados nas axilas porque apenas mascaram o odor e a transpiração. Nessa região é necessário aplicar desodorantes, que agem para reduzir o odor da axila (ação antibacteriana e antitranspirante). Os desodorantes possuem derivados de alumínio em sua fórmula, substâncias que reduzem a atividade da glândula sudorípara.

Aromas atraentes e cheiros instigantes, os perfumes são aliados da beleza. Seguindo todos esses cuidados, as fragrâncias são coadjuvantes de ótimos momentos com a pele.

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 10h55

05.05.2011

A famosa barriguinha

   Assunto desta sexta-feira

   Na sexta-feira, 6 de maio, Dr. Marcelo Bellini -
   dermatologista e membro da Sociedade Brasileira
   e da Academia Americana de Dermatologia -

   estará no programa Câmera Record, na Record.

   Marcelo Bellini participa da reportagem
   esclarecendo algumas dúvidas sobre a questão.

   O programa vai ao ar nesta sexta-feira,
   a partir das 23h.

    Foto: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 09h08

02.05.2011

Mãe: sinônimo de beleza

As mães são capazes de abrir mão de suas coisas, necessidades e prazeres em nome dos filhos. Elas fazem isso incondicionalmente, pensando apenas na felicidade de participar daquela vida, vendo-a crescer e progredir. O filho é a plena realização, é a canalização da paz e satisfação em um único ser.

Na Corpo em Evidência cuidamos de muitas gestantes. Até aquelas mães que engordaram um pouco mais na gestação e apresentaram maior grau de celulite e estrias nunca deram sinais de frustração ou desapontamento. Todas, sem exceção, quando falam dos filhos deixam escapar um lindo brilho no olhar.

Aproveitamos o ensejo do Dia das Mães para falar sobre cuidados estéticos na gestação e também traçar um paralelo entre a pele de cada mãe, em cada fase da vida.

Na gestação...

Durante a gestação, não é recomendado engordar mais que 10 kg. Esse ganho de peso intensifica o risco de flacidez e aparecimento de estrias;

É importante utilizar fórmulas específicas ricas em silício, vitamina C, ácido lático, óleo rosa mosqueta e vegelip;

Utilizar o protetor solar diariamente. Durante a gravidez, os estrógenos (hormônios femininos) estão em níveis elevados, o que aumenta o risco de manchas no rosto;

Para prevenir a celulite, a drenagem linfática é muito bem-vinda, mas é de extrema importância que o tratamento tenha o aval do ginecologista.

Já para as mamães de 30 a 45 anos...

A pele apresenta mais indícios de oleosidade e acne. Para combater esse mal, é preciso utilizar sabonetes específicos e géis secativos, protetores solares oil free ou seruns.

As mamães mais maduras tem maior possibilidade de ter a pele desvitalizada ou ressecada. Nesses casos, fórmulas com ácido glicólico ou retinóico cuidam da renovação celular. Os estimuladores de colágeno silício orgânico e vitamina C, e hidratantes como GPS, Aquaporines e NMF são ótimos aliados nesses casos.

Muitas vezes são necessários procedimentos em consultório como: laser (para manchas ou estimuladores de colágeno), peelings e toxina botulínica.

E as mães com mais de 45...

A pele mostra inúmeros sinais de desvitalização, portanto são necessários hidratantes ainda mais potentes como ácido hialurônico, ácido lático, ceramidas e superfirmadores como Tensine, Raffermine, Chronoline, Matrixyl.

Mãe é sinônimo de proteção e carinho, mas ela também deve deixar transparecer toda a beleza, autoestima e sedução que sabe utilizar em inúmeros momentos.

Um beijo em todas as mães!

Dr. Marcelo Bellini

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 22h34

Ir para UOL Saúde Ir para UOL Mulher

Sobre o autor

Dr. Marcelo
M. Bellini

  • Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
  • Membro da Academia Americana de Dermatologia.
  • Professor colaborador do Hospital do Servidor Público Municipal
  • CRM 76.313 – SP
  • Site: www.marcelobellini.com.br

Sobre o blog

Bem-vindo a um novo espaço com informações, novidades e dicas sobre dermatologia e estética para homens e mulheres.

Postagens frequentes e interativas. Participe! Sugira novos temas!