Sua Pele

30.09.2010

Você cuida bem dos cabelos?

Será que você cuida bem dos seus cabelos de verdade? Ou seus hábitos estão prejudicando os fios?

Com a ajuda do Dr. Marcelo Bellini, dermatologista, elaboramos um QUIZ para testar como andam seus cuidados com os fios. Responda as perguntas abaixo e, no final, descubra se o seu cabeleireiro tem orgulho dos seus cabelos ou se você é um(a) forte candidato(a) a perdê-los. 


   1. Você costuma lavar os cabelos com
   a água em qual temperatura?

   a) Fervendo.

   b) Quente.

   c) Morna ou fria.


 

   2. Quantas vezes você aplica o shampoo
   na mesma lavagem?

   a) Três vezes ou mais, até ficar bem limpo.

   b) Duas vezes, em média.

   c) Apenas uma vez e aproveito bem a espuma.

 

 

    3. Você usa condicionador ou leave-in?

    a) Sim, muito.

    b) Não.

    c) Sim, mas aplico somente nas pontas. Evito
    o contato
com o couro cabeludo.

 

 

    4. Você usa o secador de cabelos?

    a) Não, odeio secador.

    b) Sim, sempre que lavo.

    c) Uso às vezes. Sempre tomo cuidado com a
    temperatura e a distância do couro cabeludo.

 

 

    5. Você frequentemente...

    a) Usa boné.

    b) Faz touca com os cabelos molhados.

    c) Penteia com pentes ou escovas
    de ossos ou madeira.

 

 

    6. Você tem uma alimentação adequada
    contendo peixes, integrais, castanhas e
    carne vermelha?

    a) Não, minha alimentação não é nenhum exemplo.

    b) Sim, na maioria das vezes.

    c) Sim, sempre. Meu nutricionista tem
    orgulho de mim.


Resultados:

Se você respondeu 5 ou 6 alternativas C: Parabéns! Você é muito zeloso(a) com os cabelos.

Se você respondeu 3 ou 4 alternativas C: Atenção! Avalie seus hábitos, ainda dá tempo de fazer algo por seus cabelos. Senão nem o melhor cabeleireiro do país poderá te ajudar.

Se você respondeu 1 ou 2 alternativas C: Para tudo! É melhor refletir sobre todos os seus hábitos e começar uma mudança radical já, pois os seus cabelos podem não durar por muito tempo.

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 11h17

23.09.2010

Esportes e a pele

Hoje em dia, estamos cada vez mais informados sobre a prática desportiva. Mesmo sabendo da necessidade, de acordo com o Ministério da Saúde, apenas 16% da população brasileira pratica esportes.

Mas, quais são os cuidados para termos só benefícios?

  A prática de atividades ao ar
  livre deve ser evitada entre
  10 e 16h, quando a
radiação
  solar é maior. Para os horários

  da manhã e do final da tarde,
  o uso de
chapéus e viseiras
  ajudam a reduzir a luz solar
  sobre os cabelos e os olhos.

  Além disso, o filtro solar é
  obrigatório. Deve ser aplicado
  a cada duas horas e com

  FPS 30, pelo menos. “Opte
  por
fórmulas à prova d’água,
  mas
lembre-se de que não
  são resistentes ao suor”,
  orienta Dr. Marcelo Bellini,
  dermatologista.

  Quem é adepto de exercícios
  indoor,
ou seja, em locais
fechados como academias, salas de ginásticas e ginásios, deve privilegiar o uso de tecidos tecnológicos que absorvem
o suor e têm maior evaporação. Dessa maneira, evitamos as micoses. Para os pés, use sempre meias de algodão, pois o local é propício para o crescimento de fungos e também de micoses.

  Aqueles que preferem
  atividades aquáticas,
  ao sair da água, devem
  tomar banho com sabonete
  de glicerina e usar
  hidratantes com PH 5,
  compatível com a pele, e
  que contenham uréia,
  glicerina e óleos essenciais.
  Após secar bem a pele e,
  principalmente, virilhas e
  pés, opte por roupas de
  algodão.

Esportes com muito atrito como tênis, vôlei, basquete e futebol, costumam gerar calosidades nos pés e nas mãos. Por isso, a proteção com luvas e calçados adequados é indispensável. “Procure não lixar a pele e sim esfoliar com sabonetes e géis”, recomenda Dr. Marcelo Bellini. “Fórmulas contendo uréia em
  alta concentração ou ácido
  salicílico são as
  aconselhadas”, complementa
  o especialista.

  Portanto, mantenha esses
  cuidados quando praticar
  esportes, tenha uma
  dieta equilibrada e fique
  com a saúde em dia sem
  prejudicar a pele.

 

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 10h46

16.09.2010

Mitos e verdades sobre as unhas

Cada vez mais encontramos blogs especializados em unhas, com dicas de escolha dos melhores esmaltes, ditando moda e tendências.

Então, vamos desvendar e esclarecer algumas dúvidas mais frequentes.


  1. Esmalte vermelho e/ou
  escuro fortalece as unhas?

  As cores escuras exigem muitas

  camadas durante a aplicação,

  dando a sensação de espessamento

  da unha e a falsa impressão de que

  ela ficou mais forte.

  Mas, lembre-se: esse tipo de

  esmalte contém muitos fixadores e
  precisamos de bastante acetona ou
  removedores para tirá-lo, o que

  pode desidratar a unha e
 
enfraquecê-la.



  2. Retirar a cutícula faz mal
  para a unha?

  Sim. A cutícula retirada em
  excesso
pode provocar desde
  alterações no
formato da unha
  até inflamações ao seu redor,
  como a paroníquia.
Nesses
  casos, pode-se retirar um
  pouco e empurrar
o restante.





  3. Unhas quebradiças
  representam algum problema?

  Em muitos casos, unhas
  quebradiças podem sinalizar
  problemas internos como anemia,
  alterações da tireóide, distúrbios
  hormonais e déficit de nutrientes
  como zinco e cobre.

  Portanto, ao notar que as unhas
  estão quebrando com facilidade,
  procure a avaliação e o tratamento
  com um
dermatologista.



  4. Devemos nos preocupar
  com alterações da coloração
  das unhas?

  Depende. Aqueles pontos brancos
  que muitas pessoas chamam de
  "presentinhos" não são problema.

  Geralmente, estão associados a
  pequenos
traumas das unhas.
  colorações amarelas, esverdeadas
  ou brancas extensas merecem
  preocupação, pois, se estiverem
  associadas ao descolamento da
  unha, podem indicar a presença
  de micoses.

 

  5. É importante ter material
  próprio para os cuidados
  com as unhas?

  Sim. Monte um kit com tesoura,
  alicate, cortador de unha e lixas
  descartáveis, e não compartilhe
  com ninguém, nem com a (o)
  melhor amiga (o).

  Leve-o sempre à manicure e não
  se esqueça de higienizá-lo
  após o uso.

 



  6. Cuidar das unhas com
  podólogo é fundamental?

  Depende. Se você não apresenta
  alterações ou problemas como
  encravamentos ou micoses, pode
  cuidar em casa ou com a
  manicure.
Cheque sempre se o
  podólogo esteriliza com autoclave
  (calor úmido) e o material deve
  vir embalado a vácuo em
  plásticos transparentes e não em
  caixas de metal.

 

 

E, por último, lembre-se de que as mãos podem ser reveladoras...

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 10h30

09.09.2010

QUIZ: Você cuida bem da sua pele?

Elaboramos um QUIZ para você avaliar se cuida corretamente da sua pele. Responda as perguntas abaixo e, ao final, confira os comentários do Dr. Marcelo Bellini, dermatologista. 


    1. Você higieniza corretamente o rosto usando

    produtos específicos para sua pele?

    a) Sim.

    b) Não.

    c) Ás vezes.

 

 

    2. Você usa protetor solar com FPS 20 no dia

    a dia e maior que 30 quando se expõe ao sol?

    a) Sim.

    b) Não.

    c) Ás vezes.

 

 

    3. Você hidrata a pele com produtos

    adequados diariamente?

    a) Sim.

    b) Não.

    c) Ás vezes.

 

 

    4. Você tem uma alimentação variada e

    equilibrada com frutas, verdura, legumes

    e cereais integrais?

    a) Sim, todos os dias.

    b) Sim, na maioria dos dias.

    c) Não. Adoro junkie food.

 

    5. Você fuma?

    a) Não.

    b) Fumo, mas pouco. Menos de três cigarros ao dia.

    c) Sim.

 

 

 

    6. Consome bebida alcoólica?

    a) Não.

    b) Sim, de três a quatro doses por semana.

    c) Sim, mais de seis doses por semana.

 

 

 

    7. Quanto tempo você dorme?

    a) Mais de 8h por dia.

    b) De 5 a 8h por dia.

    c) Menos de 5h por dia.

 

 

 

Respostas:

Se você respondeu cinco ou mais alternativas A: Parabéns! Você cuida muito bem da sua pele! Seu dermatologista deve ter muito orgulho de você.

Se você respondeu de três a cinco alternativas B ou C: Sinal de alerta! Você precisa se esforçar mais, melhorar os cuidados no seu dia a dia ou mudar os hábitos. Procure a orientação de um dermatologista e siga todas as suas recomendações.

Se você respondeu seis ou mais alternativas B ou C: Pare tudo e reflita! Procure imediatamente um dermatologista de sua confiança, faça já um tratamento de choque e mude seus hábitos, ou sua pele envelhecerá antes do imaginado. Lembre-se de que prevenir é melhor que remediar.

Fotos: Banco de Imagens Stock.xchng

Por Equipe Corpo em Evidência às 12h37

02.09.2010

Clima de Deserto do Saara

Dr. Marcelo Bellini ensina como manter pele e cabelos hidratados durante a estiagem

O tempo seco em várias regiões do país tem deixado todos em alerta. Além de prejudicial à saúde, sentimos os efeitos da baixa umidade na pele e nos cabelos. Por isso, Dr. Marcelo Bellini, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira e Academia Americana de Dermatologia, ensina como sobreviver enquanto as chuvas não vêm.

A primeira orientação é beber muita água, água-de-coco, chás gelados e sucos, e evitar o consumo de refrigerantes. Também é importante comer muitas frutas, verduras e legumes. “Esses alimentos auxiliam na hidratação do corpo”, orienta Dr. Marcelo.


Pele

Para limpar a pele, deve-se optar por sabonetes cremosos ou loções que contenham glicerina e sejam neutras, ou seja, com PH 5. Além disso, nada de banhos quentes.

A hidratação pode ser feita com o corpo ainda úmido e com fórmulas ricas também em glicerina, além de uréia e óleos essenciais.

Durante a estiagem, Dr. Marcelo Bellini orienta a não lixar e nem realizar esfoliações nos pés e nas mãos. A mesma regra vale para o rosto, que pode ser borrifado suavemente ao longo do dia com água termal ou soro fisiológico.

Se o make é inevitável, opte por um look mais leve e de fácil remoção.

Para os lábios, use e abuse dos protetores e hidratantes específicos para a região que contenham ácido hialurônico e ceramidas.

Cabelos

Evite shampoos antirresíduos, pois eles retiram a oleosidade natural dos fios. Mas, se eles estiverem muito ressecados, invista em condicionadores, reparadores de pontas e leave-in que contenham silicone, manteiga de karitê, manteiga de illipê e ceramidas.

Não use secadores e chapinhas e faça hidratação uma vez por semana usando máscaras e touca térmica.

Crianças

Os pequenos merecem atenção especial. Use sabonetes hidratantes indicados para a pele infantil.


Utilize protetor solar com FPS 30, pelo menos, e loções hidratantes com baixa concentração de uréia - menos de 3%, que recuperam o manto lipídico da pele.

Evite atividades ao ar livre entre 10h e 17h.

Em caso de dúvidas, procure sempre a orientação de um médico.

Por Equipe Corpo em Evidência às 17h52

Ir para UOL Saúde Ir para UOL Mulher

Sobre o autor

Dr. Marcelo
M. Bellini

  • Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
  • Membro da Academia Americana de Dermatologia.
  • Professor colaborador do Hospital do Servidor Público Municipal
  • CRM 76.313 – SP
  • Site: www.marcelobellini.com.br

Sobre o blog

Bem-vindo a um novo espaço com informações, novidades e dicas sobre dermatologia e estética para homens e mulheres.

Postagens frequentes e interativas. Participe! Sugira novos temas!